O primeiro jornal fast-news do Nordeste
JUAZEIRO DO NORTE - CE
JUANORTE
O Think Tank da Metrópole do Cariri

Capa 25/06/2017 Edição 425


EXPANSÃO DO METRÔ

Esta é a verdade verdadeira, sem sofismas e sem rodeios; o Metrô do Cariri não vai aonde o povo do Juazeiro precisa e aonde o povo do Juazeiro precisa, o Metrô do Cariri não vai. Da[i seu retumbante fracasso e sua inutilidade. É assim desde sua instalação em 2009 e assim permanece a malfeitoria do então governador Cid Gomes(O Falso), executada sem planejamento pela Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos. Por comodismo ou pressa de uma oba eleitoral, simplesmente aproveitaram uma linha férrea antiga do Juazeiro quando a cidade tinha apenas três ou quatro bairros e 60 mil habitantes. Os planejadores da Metrofor não tiveram a menor preocupação em adequar o projeto à realidade atual do Juazeiro, cidade com mais de 40 bairros populosos e 270 mil habitantes, a maior e mais importante do interior cearense. Para o então governador, demagogo e politiqueiro, que nunca gostou do Juazeiro, isso era um detalhe desprezível. Na verdade, o overnador não queria valorizar e promover Juazeiro, através de u m metrô compatível com suas reais necessidades, como fez depois com o Metrô. de Sobral, sua terra natal. Resultado: Juazeiro passou a ter um metrõ sem a menor serventia á sua população. Como essa aberração já tem oito anos de existência sob severas críticas do Juanorte, este jornal oferece agora sugestão ao Governador Camilo Santana e aos técnicos da Metrofor para solução do fracassado Metrô do Cariri: iniciar a expansão do Metrô do Cariri na geografia urbana do Juazeiro atual. Primeiro, seria construída a linha Aeroporto-Praça Padre Cícero, atendendo especialmente aos milhares

de passageiros que embarcam e desembarcam no Aeroporto do Juazeiro, o que mais cresce em movimento no Brasil nos últimos cinco anos, segundo a Infraero. Depois, seria construída a linha Praça Padre Cícero-Lagoa Seca, passando pelos Salesianos e Triângulo, e atendendo especialmente aos moradores do bairro nobre da cidade e aos milhares de trabalhadores que se deslocam atualmente para o principal centro de convergência comercial e de serviços da cidade e também aos milhares de estudantes que se deslocam diariamente para a Cidade Universitária, onde ferve o Juazeiro atual que tem a maior população universitária do interior do Ceará. Inicialmente, pelo menos umas 12 estações deverão dar apoio essas primeiras linhas. Estima-se que não serão menos de 10 mil passageiros transportados por dia pelo Metrô do Cariri no Juazeiro, grande diferença em relação ao tráfego de hoje que não passa de 1.300 passageiros. Que não venha o pessoal da Metrofor colocar dificuldades alegando complexidade técnica ou uras estreitas do Juazeiro. A Engenharia existe para resolver eventuais obstáculos ou problemas urbanos. Onde der metrô e superfície vai de superfície, onde não der vai de subterrâneo ou por sobe viaduto. Não existem problemas sem solução para a Engenharia. Duirante a construção do Metrô de Brasília fizeram até transplante de árvores no Eixo Rodoviário Sul. Arrancaram e levaram velhas árvores para um viveiro onde foram mantidas vivas e depois da obra concluída devolveram-nas aos locais de origem. Portanto, concluidas essas primeiras duas linhas, de extensão do Metrô do Cairi no Juazeiro poderão ser construídas outras linhas

 

Foto: Metrô do Cariri

transversais, ligando os bairros mais populosos. Afinal, Juazeiro é a cidade que mais cresce no Ceará, Metrópole do Cariri, e vai estar precisando de constante atualização do seu metrô. Para os que se admiram diante dessa perspectiva, é bom lembrar que o Metrô de Paris, um dos mais antigos do mundo, inaugurado em 1900, j[á tem 213 km de linhas, com mais de 300 estações,transporta 5 milhões de passageiros por dia e ainda não terminou porque o desenvolvimento dae um metrô exige a extensão e a renovação das linhas para atender ao crescimento das demandas. Como os planejadores da Metrofor naõ respeitaram a realidade do Juazeiro, está na hora de atualizar o projeto do Metrõ do Cariri, considerando a grandeza e as demandas do Juazeiro, centro de convergência de mais de 2 milhões de pessoas da região sul do Ceará e de Estados vizinhos. Juazeiro precisa lutar por essa prioridade, poia não pode continuar submetido ao estúpido, fracassado e inútil Metrô do Cariri, malfeitoria de um governador demagogo, politiqueiro e irresponsável. Só existe uma maneira de fazer a coisa certa, é fazer bem feito. Juazeiro precisa ter o seu metrô de verdade, compatível com seu desenvolvimento, pois é um dos 72 mesopolos de progresso do Páis, terceiro maior polo da indústria calçadista brasileira, maior centro universitário do Ceará, depois da capital, e uma das cidades que mais crescem no Brasil.

.

*Jota Alcides, jornalista e escritor, é autor de "Padre Cícero - O Poder de Comunicação" e "Juazeiro, Cidade Gloriosa"

 



LOCALIZAÇÃO