O primeiro jornal fast-news do Nordeste
JUAZEIRO DO NORTE - CE
JUANORTE
O Think Tank da Metrópole do Cariri

Capa    25/06/2017   Edição 425


REGIÃO METROPOLITANA DO JUAZEIRO

CIDADE-PÓLO: JUAZEIRO DO NORTE

Foto: Panorâmica de Juazeiro do Norte
JUAZEIRO DO NORTE - Metrópole do Cariri. Com quase 300 mil habitantes (oficialmente 263 mil), Juazeiro do Norte é a maior e mais importante cidade do interior do Ceará e principal do Nordeste central do Brasil. Maior centro urbano, demográfico, social, comercial, industrial, educacional, cultural, político, religioso, desportivo e turístico do Cariri, sul do Ceará, com influência sobre mais de 2,5 milhões de habitantes de vasta região do Nordeste brasileiro, sobretudo da Paraíba, Pernambuco e Piauí. Cidade-pólo da Região Metropolitana do Juazeiro, criada pelo Governo do Ceará reunindo nove municípios do Cariri, a primeira no interior do Nordeste, Juazeiro do Norte é um centro dinâmico e progressista que está próximo de completar seu primeiro centenário, em 22 de julho de 2011. Vai festejá-lo como 100ª maior cidade brasileira segundo o Censo 2010. Famoso no mundo inteiro pela monumental estátua do Padre Cícero, inaugurada em 1969, segunda maior do Brasil depois do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e pelas romarias, como principal centro do catolicismo popular na América Latina, que recebe 2,5 milhões de visitantes ao ano, Juazeiro é também uma cidade com quase 6 mil estabelecimentos comerciais e cerca de 500 indústrias. Destaca-se como terceiro pólo calçadista brasileiro, logo depois de Franca(São Paulo) e Novo Hamburgo(Rio Grande do Sul). De acordo com o IBGE, Juazeiro do Norte tem o 26º maior PIB do Nordeste brasileiro e o 213º do Brasil. Aeroporto Regional do Juazeiro, principal do interior do Ceará, é um dos que mais crescem em movimento no Brasil, ocupando posição 41º no ranking dos 67 mais importantes aeroportos do País. Além disso, Juazeiro apresenta acelerado desenvolvimento educacional e cultural, sendo o melhor centro de ensino médio do Nordeste brasileiro e principal centro universitário do interior do Ceará com cerca de 50 faculdades nas mais diversas especialidades, algumas premiadas entre as melhores do Brasil. Juazeiro é o centro convergente do JUABC, triângulo conurbado formado por Juazeiro do Norte, Barbalha e Crato, e núcleo gerador da Região Metropolitana do Juazeiro. Eis um perfil geral de JUAZEIRO DO NORTE, Cidade que mais cresce no Ceará, Metrópole do Cariri. Localiza-se no Vale do Cariri, cercado pela Chapada do Araripe; História - Criação: 22 de julho 1911; Instalação: 04 de outubro de 1911; Toponímia: denominação de um sítio com frondoso juazeiro ponto de encontro para negócios e descanso; Padroeira: Nossa Senhora das Dores; Origem: remonta do início do século XIX quando tropeiros de várias regiões do Nordeste cruzavam o Cariri passando pelo então Sítio Tabuleiro Grande; Igreja: em 15 de setembro de 1827, o padre Pedro Ribeiro lançou a pedra fundamental da primeira capela do Juazeiro, dedicada à Nossa Senhora das Dores; Padre Cícero Romão Batista assume a capelania em 11 de abril de 1872 e dá novo rumo ao Juazeiro; o Milagre da Hóstia em 1889 transformou o povoado em centro de romarias, hoje um dos maiores do mundo. Geografia - Área: 248 km2; Altitude: 377m; Microrregião: Cariri; Distância de Fortaleza: 520 km; Limites: Caririaçu, Barbalha, Missão Velha e Crato; Relevo: Chapada do Araripe e Depressões Sertanejas; Acidentes: rios Salgado, Carás, riachos dos Carneiros, Batateira, Macacos, São José, açudes Padre Cícero e Manoel Balbino, e Serra do Horto; Clima: tropical quente; Pluviometria: 925mm(média histórica); População -Quase 300 mil habitantes(oficialmente 249.936 mil-2010); 165 mil eleitores; Densidade: 853 hab/km2; Urbanização: 95%; Economia - PIB: R$ 3,2 bilhões; Indústria: 16,62%; Serviços: 82,87%; maior centro industrial de calçados do Norte e Nordeste do Brasil e quarto maior centro de comercialização de produtos folheados de ouro do País; Orçamento Municipal: R$ 240 milhões; Renda per capita R$ 4.500,00; Indústrias: papel, papelão, borracha, couros, peles, químicos, farmacêuticos, perfumes, sabão, velas, mobiliários, madeiras, metalúrgicos, plásticos, têxteis, bebidas, gráficos, alimentares, vestuário, calçados, tecidos, máquinas de costura e materiais de construção; Comércio: além de mais movimentado comércio varejista do Nordeste central do Brasil, atraindo mais de 100 mil pessoas diariamente, Juazeiro é o maior centro de comércio atacadista do interior do Ceará, dispondo de dois Atacadões, dos maiores do Nordeste; tem também o Cariri Shopping Center, próximo à praça JUABC, o único de toda a região sul do Ceará. Educação: Mais de 100 mil estudantes em todos os graus, sendo 70 mil apenas na rede pública; Alfabetização 76,9%; fundamental 93,4%; médio 70,3%; presença de quatro Universidades e cerca de 20 mil estudantes de ensino superior; São do Juazeiro os oito dos melhores colégios de ensino médio do Ceará e o IFCE do Juazeiro é a melhor escola pública da ensino médio do Ceará, por avaliação do MEC; Cultura: Juazeiro é maior centro de artesanato do Brasil com 200 artesãos premiados entre os melhores do País; sede do Centro Cultural BNB que concentra e promove a maior programação anual de eventos culturais do Cariri; maior centro de lançamentos editoriais do interior do Ceará; maior centro de produção de literatura de cordel do Brasil; Memorial Padre Cícero é o principal centro de eventos culturais do Cariri. Saúde: Juazeiro tem 75 unidades públicas de saúde, entre hospitais, centros e postos de emergência, mantidos pelo Município e pelo Estado, envolvendo quase 2 mil profissionais de saúde; quatro grandes hospitais: Hospital Maternidade São Lucas, Hospital de Fraturas do Cariri, Hospital Santo Inácio(Hospital Universitário com estágios dos estudantes da Faculdade de Medicina do Juazeiro) e o Hospital Pronto-Socorro Infantil. Em construção o Hospítal Regional do Cariri, próximo à Praça JUABC, bairro Triângulo, com capacidade para atender 1.5 milhão de pessoas do Cariri e regiões vizinhas; Gerais - Domicílios: 70 mil; Água: 65 mil ligações, cobertura urbana 95%; Energia: 175 mil consumidores; Frota motorizada: 48 mil veículos; Comunicações: 9 emissoras, TV Verde Vale, a primeira televisão do Cariri; e, em instalação, a TV Cariri, afiliada da Rede Globo; Juazeiro tem um dos melhores estádios de futebol do interior do Nordeste - O Romeirão - e o único clube do interior do Ceará disputando competições nacionais - O Icasa na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro-Série C, além do Guarani classificado para a elite do futebol cearense em 2010; Possui também o maior ginásio polioesportivo do interior do Ceará; Atrativos: Estátua do Padre Cícero(segunda maior do Brasil), Basílica de Nossa Senhora das Dores(Catedral do Nordeste), Santuário de São Francisco(O mais belo templo católico do Nordeste), Santuário do Coração de Jesus(o mais imponente do Cariri), Memorial Padre Cícero(o mais moderno centro de eventos do Cariri), Cariri Shopping Center(o maior centro de compras e lazer do Cariri), Mercado Central(o maior shopping popular do interior do Ceará), Centro Cultural Mestre Noza(maior centro de artesanato do Nordeste);Festas: Festa de Reis(06 de janeiro); Festa das Candeias(01 de fevereiro); Festa do Nascimento do Padre Cícero(24 de março); Juaforró(08 a 32 de junho); Vaquejada Padre Cícero(11 a 13 de julho); Dia do Município(22 de julho); Semana do Folclore(17 a 24 de agosto); Festa da Padroeira(15 de setembro), Dia dos Romeiros(01 de novembro) e Festa do Natal(15 a 31 de dezembro). Acesso: Pode-se chegar ao Juazeiro de avião: o Aeroporto Regional do Juazeiro do Norte tem vários vôos diários ligando a cidade às principais capitais do Brasil.

CIDADES SATÉLITES DO JUAZEIRO

Foto: Panorâmica de Crato
CRATO - Princesa do Cariri. É uma das mais antigas cidades do Ceará e a segunda mais importante do Cariri, depois de Juazeiro do Norte. Localiza-se ao sopé da Chapada do Araripe. História - Criação: 21 de junho de 1764; Instalação: 21 de junho de 1764; Toponímia: homenagem ao antigo vilarejo de Alentejo, Portugal; Padroeira: Nossa Senhora da Penha; Origem: remonta da primeira metade do século XVIII com os primeiros colonizadores pernambucanos e sergipanos em região ocupada pelos índios Kariris; Igreja: primeira capela, dedicada a Nossa Senhora da Penha, começou a ser construída em 1745 por Frei Carlos Maria de Ferrara; Diocese criada em 20 de outubro de 1914 pelo papa Bento XV; Geografia - Área: 1.009 km2; Altitude: 426 m; Microrregião: Cariri; Distância do Juazeiro: 12 km; Limites: Farias Brito, Várzea Alegre, Caririaçu, Juazeiro do Norte, Barbalha, Nova Olinda e Santana do Cariri; Relevo: Chapada do Araripe e Depressões Sertanejas;Acidentes: Chapada do Araripe, Serra do Juá, rio Carás, riachos Correntinho, dos Carneiros, São José, Açudes dos Gonçalves e Tomaz Osterne; Clima: Tropical Quente; Pluviometria: 1090 mm(média histórica); População: 127.657 mil habitantes(2004); 75 mil eleitores; Densidade: 103 hab/km2; Urbanização: 80,19%; Economia: PIB - R$ 1,1 bilhão; Indústria 18,54%; Serviços 78,50%;Orçamento Municipal; 82 milhões; Renda Per Capita: R$ 4.050,00; Educação; Mais de 42 mil estudantes em todos os graus, sendo 32 mil apenas na rede pública; Alfabetização 78,9%; Fundamental; 97,4%; e médio: 86,4%; Superior: Universidade Regional do Cariri. Saúde: Crato tem 60 unidades de saúde publica, entre hospitais, centros e postos de emergência, mantidos pelo Município e pelo Estado, envolvendo 1.200 profissionais de saúde; Gerais; Domicílios: 30 mil; Água: cobertura urbana de 94%; Energia: 22 mil consumidores; Frota motorizada: 21 mil veículos; Comunicações: 3 emissoras; Atrativos: Chapada do Araripe, Floresta Nacional do Araripe e nascente Cascata. Festas: Dia do Município(21 de julho), Exposição Agropecuária(julho) e Festa da Padroeira(01 de setembro); Acesso: Pode-se chegar ao Crato de avião desembarcando no Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte e seguindo mais 12 quilômetros de automóvel.
Foto:  Panorâmica de Barbalha
BARBALHA - Pérola do Salamanca. Terceira maior cidade da Região Metropolitana do Juazeiro. História - Criação: 17 de agosto de 1846; Instalação: 17 de agosto de 1846; Localiza-se ao sopé da Chapada do Araripe; Toponímia: nome da primeira moradora do sítio; Padroeiro: Santo Antonio; Origem: remonta do início do século XVIII quando foi construída a primeira capela em terreno doado pelo capitão Francisco Barreto de Sá no Sítio Barbalha; Igreja: primeiro capelão foi padre Manuel Antonio da Rocha a partir de 1778; paroquiato criado em 23 de julho de 1862 por Decreto Imperial; Geografia - Área: 451,9 kn2; Altitude: 415,74m; Microrregião: Cariri; Distância do Juazeiro: 12 km; Limítes: Juazeiro do Norte, Missão Velha, Crato, Jardim; Relevo: Chapada do Araripe; Acidentes: Serra do Araripe, riacho Santana, Missão do Jardim e rio Salamanca; Clima: Tropical Quente; Pluviometria: 1.153mm(média histórica); População: 58.347 mil habitantes(2014); 36 mil eleitores; Densidade: 85 hab/km2; Urbanização: 62%; Economia - PIB - R$ 567 milhões; Indústria 22%; Serviços 72%; Orçamento Municipal: R$ 55 milhões; Renda Per Capita: R$ 3.900,00; Indústrias: alimentares, borracha, bebidas, minerais, têxteis, vestuários, calçados, farmacêuticos, veterinários e metalúrgicos; Educação: Mais de 20 mil alunos, sendo 16 mil apenas na rede pública; Alfabetização 76%; Fundamental: 100%; Médio: 64%; Superior: Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará; Saúde -Barbalha tem 32 unidades de saúde da rede pública, entre hospítais,centros e postos de emergência mantidos pelo Município e pelo Estado, envolvendo 850 profissionais de saúde;; Gerais - Domicílios: 13 mil; Água: 8 mil ligações; Energia: 8 mil consumidores; Frota Motorizada: 8 mil veículos; Comunicações: 1 emissora de radio; Atrativos: Balneário do Caldas, Floresta Nacional do Araripe e Parque do Arajara; Festas: Festa de Santo Antonio( 13 de junho), Festa do Pau da Bandeira(01 a 13 de junho), Dia do Município(17 de agosto), Festa do Bom Jesus(agosto); Acesso: Pode-se chegar à Barbalha de avião desembarcando no Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte e seguindo mais 12 quilômetros de automóvel.
Foto: Centro de Missão Velha
MISSÃO VELHA - Portal do Cariri. Quarta maior cidade da Região Metropolitana do Juazeiro. História - Criação: 08 de novembro de 1864; Instalação: 18 de novembro de 1864; Toponímia: alusão ao trabalho de catequese dos frades capuchinhos; Padroeiro: São José; Origem: remonta da rimeira metade do século XVIII com expedição mineradora do Governo de Pernambuco que permitiu o assentamento da Missão dos Cariris Novos por frades do Recife da Ordem dos Capuchinhos; Igreja: criada a Freguesia das Minas dos Cariris Novos, em 1747; primeira capela, dedicada a São José, construída em 1760, tendo como primeiro vigário o padre José Ferreira da Costa; Geografia - Área: 533km2; Altitude: 360m; Microrregião: Cariri; Distância do Juazeiro: 33 km; Limites: Juazeiro do Norte, Barbalha, Caririaçu, Aurora, Brejo santo, porteiras, Milagres e Abaiara; Relevo: Chapada do Araripe e Depressões Sertanejas; Acidentes: rios Salgado e Seco, riachos Lameirão, Salamanca, Vargem e Jenipapeiro; Clima: Tropical Quente; Pluviometria: 987mm(média histórica); População: 35.150 mil habitantes(2014); 25 mil eleitores; Densidade: 50 hab/km2; Urbanização: 40%; Economia: PIB - R$ 204.784 milhões; Indústria 13%; Serviços 70%; Orçamento Municipal: R$ 25 milhões; Renda Per Capita: R$ 1.800,00; Produção baseia-se na cultura de algodão, cana-de-açúcar, milho e feijão e na pecuária de bovinos, suínos e aves; Educação - Alfabetização: 64%; Fundamental: 89%; Médio: 54%; Superior: estudantes nas Faculdades de Juazeiro do Norte; Saúde: centros e postos de saúde mantidos pelo Município e pelo Estado; Gerais: Água: 2 mil ligações; Energia: 4.500 consumidores; Frota Motorizada: 3 mil veículos; Atrativos: Cachoeira de Missão Velha; Bica de Jamacaru e Fonte da Pendência; Festas: Festa de São José(19 de março), Dia do Município(11 de junho) e Vaquejada(julho). Acesso: Pode-se chegar à Missão Velha de avião desembarcando no Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte e seguindo mais 33 quilòmetros de automóvel.
Foto: Praça central de Caririaçu
CARIRIAÇU - Mirante do Cariri. É a quinta maior e a mais elevada cidade da Região Metropolitana do Juazeiro. Localiza-se no topo da Serra de São Pedro, na Chapada do Araripe. Um dos melhores climas do Ceará e do Nordeste brasileiro.História - Criação: 18 de agosto de 1876; Instalação; 18 de agosto de 1876; Toponímia: Cariri Grande(alto); Padroeiro: São Pedro; Origem: remonta de 11 de maio de 1852 quando foi criado o Distrito Policial de São Pedro; Igreja: construção da primeira igreja, dedicada a São Pedro, é de 1864, graças ao trabalho do padre Manoel Carlos Peixoto; Geografia - Área: 690 km2; Altitude: 715 m; Microrregião: Cariri; Distância do Juazeiro: 30 km; Limites: Juazeiro do Norte, Granjeiro, Lavras da Mangabeira, Crato, Missão Velha, Aurora e Várzea Alegre; Relevo: Serra de São Pedro, Maciços Residuais e Depressões Sertanejas; Acidentes: Serras Verde, Boqueirão e Jenipapeiro, e riachos São Lourenço e Samambaia; Clima: Tropical Temperado e Frio; Pluviometria: 1.179mm(média histórica); População - 26.840 mil habitantes(2014); 20 mil eleitores; Densidade: 41 hab/km2; Urbanização; 41%; Economia: PIB - R$ 130,875 milhões; Indústria 9%; Serviços 79%; Orçamento Municipal: R$ 20 milhões; Renda Per Capita: R$ 1.900,00; Produção baseia-se na cultura de algodão, banana, milho e feijão, e na pecuária de bovinos, suínos e aves; Educação - Mais de 10,5 mil estudantes, sendo 10 mil apenas na rede pública; Alfabeitzação: 63%; Fundamental: 89%; Médio: 51%; Superior: estudantes nas Faculdades de Juazeiro do Norte; Saúde - Caririaçu tem 14 unidades de saúde da rede pública, entre centros e postos de saúde mantidos pelo Município e pelo Estado, envolvendo 170 profissionais de saúde;; Gerais - Domicílios: 7 mil; Água: cobertura uirbana de 95%; Energia: 7 mil consumidores; Frota Motorizada: 2 mil veículos; Atrativos: Açude São Domingos, Açude da Palestina, Cachoeira das Piabas e Cachoeira dos Queimados; Festas: Festa de São Pedro(28 de junho), Dia do Município(18 de agosto). Acesso: Pode-se chegar a Caririaçu de avião desembarcando no Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte e seguindo 30 quilômetros de automóvel.
Foto: Praça central de Jardim
JARDIM. Cidade das Fontes. É a sexta maior cidade da Região Metropolitana do Juazeiro. Localiza-se no recôncavo meridional da Chapada do Araripe. História - Criação: 30 de agosto de 1814; Instalação: 03 de janeiro de 1816; Toponímia: nome de um dos riachos de seu território; Padroeiro: Santo Antonio; Origem: remonta do século XVIII e tem como referência o fazendeiro Bento Moreira, dono do sítio Corrente de Ramalho; Igreja: Consta que sua primeira capela foi construída em 1792, tendo como patrono o Senhor do Bom Jesus; Geografia - Área: 500 km2; Altitude: 652m; Microrregião: Cariri; Distância do Juazeiro: 50 km; Limites: Barbalha, Missão Velha, Penaforte, Porteiras e Jati(Estado de Pernambuco); Relevo: Chapada do Araripe; Acidentes: Serras do Araripe e do Boqueirão, riachos Porteiras e Jardim; Clima: Tropical Quente e Temperado; Pluviometria: 790mm(média histórica); População: 27.069 mil habitantes(2014); 20 mil eleitores; Densidade: 57 hab/km2; Urbanização: 28%; Economia - PIB - R$ 146.668 milhões; Indústria 9%; Serviços 78%; Orçamento Municipal: R$ 21 milhões; Renda per Capita: R$ 2.140,00; Produção:baseia-se na cultura de algodão, milho, feijão e cana-de-açúcar, e na pecuária de bovinos, suínos e aves; Educação - Mais de 9.700 estudantes, sendo 9.100 apenas na rede pública; Alfabetização: 68%; Fundamental: 91%; Médio: 94%; Superior: estudantes nas Faculdades de Juazeiro do Norte; Saúde - Jardim tem 16 unidades de saúde da rede pública, entre hospital, centros e postos de emergência, mantidos pelo Município e pelo Estado, envolvendo 300 profissionais de saúde; Gerais - Domicílios: 6.200; Água: cobertura urbana: 86%; - Energia - 7mil consumidores; Atrativos: Nascentes da Boa Vista, Boca da Mata, Gravatá e Olho D!Água; Festas: Dia do Município (03 de janeiro) Festa de Santo Antonio(13 de junho) e Vaquejada(novembro); Acesso: Pode-se chegar a Jardim de avião desembarcando no Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte e seguindo 50 quilômetros de automóvel.
Foto: Panorâmica de Farias Brito
FARIAS BRITO - Cidade da Cal. Uma das maiores riquezas da cidade é a pedra de cal. História - Criação: 13 de outubro de 1890; Instalação: 15 de novembro de 1890; Toponímia: homenagem ao maior filósofo brasileiro, Farias Brito; Padroeira: Nossa Senhora da Conceição; Origem: remonta do século XVIII com a instalação da primeira fazenda do capitão-mor Simão Ferra em 1717; Igreja: primeira igreja construída em 1877 pelo padre Henrique Cavalcante, dedicada à Nossa Senhora da Conceição; Geografia: Área: 478 km2; Altitude: 320m; Microrregião: Cariri; Distância do Juazeiro: 60 km; Limites: Tarrafas, Cariús, Crato, Nova Olinda, Várzea Alegre e Altaneira; Relevo: Maciços Residuais e Depressões Sertanejas; Acidentes: Serra do Quincuncá e riacho Cariús; Clima: Tropical Quente; Pluviometria: 896mm(média histórica); População: 18.937mil habitantes(2014); 15 mil eleitores; Densidade: 40 hab/km2; Urbanização: 42%; Economia - PIB - R$ 103,306 milhões; Indústria 10%; Serviços 80%; Orçamento Municipal: R$ 18 milhões; Renda Per Capita: R$ 1.700,00; Produção:baseia-se na cultura de algodão, banana, feijão, milho e mandioca, e na pecuária de bovinos, suínos e aves;Educação: Mais de 7 mil estudantes, sendo 6.500 apenas na rede pública; Alfabetização: 68%; Fundamental: 84%; Médio: 62%; Superior: estudantes nas Faculdades de Juazeiro do Norte; Saúde - Jardim tem 14 unidades de saúde, entre centros e postos de saúde mantidos pelo Município e pelo Estado, envolvendo 150 profissionais de saúde; Gerais - Domicílios: 5.200; Água: 1.200 ligações, cobertura urbana de 63%; Energia: 7 mil consumidores; Festas: Dia do Município(13 de outubro) e Festa da Padroeira(08 de dezembro); Acesso: Pode-se chegar a farias Brito de avião desembarcando no Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte e seguindo 60 quilômetros de automóvel.
Foto: Panorâmica de Santana do Cariri
SANTANA DO CARIRI - Cidade dos Pterossauros. Centro de pesquisas paleontológicas. Uma das mais importantes localidades do período cretáceo da pré-história no Brasil. História - Criação: 25 de novembro de 1885; Instalação: 11 de janeiro de 1887; Toponímia: homenagem à Nossa Senhora de Santana; Padroeira: Nossa Senhora de Santana; Origem: remonta do século XVII com a primeira fazenda dos irmãos João Alves Feitosa e José Cavalcante, instalada às margens do riacho Brejo Grande; Igreja: primeira igreja é de 1838, construída pelo padre José Galdino Teixeira, dedicada à Nossa Senhora de Santana do Brejo Grande; Geografia - Área: 806 km2; Altitude: 475m; Microrregião: Cariri; Distância do Juazeiro: 70km; Limites: Altaneira; Araripe, Assaré, Crato, Nova Olinda e Potengi; Relevo: Chapada do Araripe e Depressões Sertanejas; Acidentes: Chapada do Araripe, Serra dos Haveres; riachos Juquinha, Tatajuba, Cariús, Cordeiro e rio Brejo Grande; Clima: Tropical Quente e Temperado; Pluviometria: 972mm (média histórica); População: 17.457 mil habitantes(2014); 13 mil eleitores; Densidade: 21 habkm2; Urbanização: 49%; Economia: PIB - R$ 93,706 milhões; Indústria 18%; Serviços 63%; Orçamento Municipal: R$ 16 milhões; Renda Per Capita: R$ 2.600,00; Produção: baseia-se na cultura de algodão, banana,. Mandioca, milho e feijão, e na pecuária de bovinos, suínos e aves; Educação - Mais de 7 mil estudantes, sendo 6.500 apenas na rede pública; Alfabetização: 64%; Fundamental: 58%; Médio: 48%; Superior: estudantes nas Faculdades de Juazeiro do Norte; Saúde - Santana do Cariri tem seis unidades de saúde da rede pública, entre centros e postos de saúde mantidos pelo Município e pelo Estado, envolvendo 70 profissionais de saúde; Gerais - Domicílios: 4.500; Água: 1.900 ligações, cobertura urbana de 66%; Energia: 5.500 consumidores; Atrativos: Museu de Paleontologia, Nascente dos Azedos e Açude Tatajuba; Festas: Festa da Padroeira (26 de julho), Dia do Município(25 de novembro) e Vaquejada(novembro). Acesso: Pode-se chegar a Santana do Cariri de avião desembarcando no Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte e seguindo 70 quilômetros de automóvel.
Foto: Panorâmica de Nova Olinda
NOVA OLINDA - Mais nova cidade da Região Metropolitana do Juazeiro. História - Criação: 14 de março de 1957; Instalação: 25 de março de 1959; Toponímia: homenagem à cidade pernambucana de Olinda; Padroeiro: São Sebastião; Origem: remonta do final do século XIX com os primeiros moradores de uma tapera às margens do rio Cariús; Igreja: primeira capela, sem data de construção, dedicada a São Sebastião; Geografia - Área: 289 km2; Altitude: 445m; Microrregião: Cariri; Distância do Juazeiro: 40 km; Limites: Altaneira, Crato, Farias Brito e Santana do Cariri; Relevo: Chapada do Araripe e Depressões Sertanejas; Acidentes: riacho Cariús; Clima: Tropical Quente; Pluviometria: 682mm (média histórica); População - 15.048 mil habitantes(2014); 9.500 mil eleitores; Densidade: 12 hab/km2; Urbanização: 52%; Economia - PIB - R$ 134.989 milhões; Indústria 12%; Serviços 80%; Orçamento Municipal: R$ 13 milhões; Renda Per Capita: R$ 1.600,00; Produção: baseia-se na cultura de algodão, banana, milho, mandioca e feijão, e na pecuária de bovinos, suínos e aves; Educação - Mais de 5 mil estudantes, sendo 6.500 apenas na rede república; Alfabetização: 69%; Fundamental: 100%; Médio: 80%; Superior: estudantes nas Faculdades de Juazeiro do Norte; Saúde - Nova Olinda tem 7 unidades de saúde, entre centros e postos de emergência, mantidos pelo Município e pelo Estado, envolvendo 80 profissionais de saúde; Gerais -Domicílios: 3.500; Água: 2.500 ligações, cobertura urbana de 98%; Energia: 7 mil consumidores; Atrativos: Ponto de Pedra, Cavernas Olho D!Agua, Sítio Arqueológico Furna Pintada, Pedra da Coruja e Poço do Inferno; Festas: Festa do Padroeiro(20 de janeiro), Dia do Município (14 de março), Festival de Música(22 de novembro) e Vaquejada(27 de novembro). Acesso: Pode-se chegar à Nova Olinda de avião desembarcando no Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte e seguindo 45 quilômetros de automóvel.

CREDO JUANORTE